Chocolate Artesanal

Chocolate Artesanal

Adriana Labarrère é uma das sócias da LaBarr Chocolate de Origem, com uma produção de altíssima qualidade

Adriana Laberrère sempre foi apaixonada por chocolate. Desde criança, um de seus hobbies preferidos era ir para a cozinha. Mas, ela não gostava de fazer os pratos quentes. Pelo contrário, a diversão era preparar as sobremesas. Foi aprendendo por conta própria, ainda que fosse estimulada pela família a desenvolver seus talentos.

“Eu sempre gostei de mexer com chocolate. Pra mim, sobremesa sem chocolate não tem graça”. Já que ela sempre esteve decidia a trabalhar com algo que lhe desse prazer, ao longo dos anos Adriana sonhava em ter seu próprio negócio. Por isso, ela formou-se em Contabilidade. “Eu falava em ter uma torteria. Pensava em confeitar, fazer bombons e tortas. Pensava principalmente em revender; porque não imaginava que era possível fabricar um chocolate, relembra.

Mas tudo mudou durante uma viagem ao sul da Bahia. Acompanhada de seu marido, Leandro Isaias, Adriana entrou em contato com a produção do cacau. “Me veio a curiosidade de como o chocolate era feito. Até então eu só via a barra sendo derretida e fazia bombons. Mas nunca tinha visto como se fabricava do zero”, explica. Juntos, começaram a estudar sobre como a iguaria era produzida. 

Em janeiro de 2016, levou na bagagem de volta para casa amêndoas de cacau, a fim de fazer seus primeiros testes. “Foi tentativa e erro”. Atraída pelo movimento Bean-To-Bar, – do chocolate artesanal feito da amêndoa de cacau à barra – sua dificuldade foi, acima de tudo, encontrar pesquisas brasileiras sobre o tema. Como era um movimento ainda novo no país, foi necessário recorrer à literatura estrangeira para se aperfeiçoar.

Conforme Bean-To-Bar ganhava mais reconhecimento no Brasil, Leandro e Adriana começaram a participar de alguns cursos da área. O primeiro deles foi em Ilhéus, onde aprenderam principalmente sobre a escolha do fornecedor e a avaliação do cacau. Além disso, fizeram cursos sobre a temperagem e torra do cacau.

Em 2016, fundaram a LaBarr Chocolate de Origem, responsável por fabricar chocolates de altíssima qualidade. “Nas viagens, a gente viu um cacau de péssima qualidade sendo usado pela indústria. Então, fundamos a empresa com o objetivo de levar um produto de qualidade para todo mundo. Além disso, é uma desculpa para trabalharmos com chocolate, que é o que queríamos. Eu uni o hobby com o profissional”.

Feitos com cacau fino, cultivado em sistema agroflorestal no sul da Bahia, os chocolates passam por um processo cuidadoso e caprichado. Todas as etapas são feitas com muita transparência. Adriana não só busca conhecer os fornecedores, como também entender qual é o funcionamento da fazenda: “Se as condições de trabalho são justas – sem exploração – e se realmente têm respeito com a natureza”.

Sem fazer uso de aromatizantes, a empresa busca, antes de mais nada, cacau fino da melhor qualidade. O resultado é um chocolate artesanal surpreendentemente saboroso, intenso e com alto teor de cacau.

Para conquistar cada vez mais pessoas, o casal ministra cursos que ensinam a fazer chocolate artesanalmente. “Manter a qualidade do produto, assim como atingir pessoas e educar o cliente sobre esse conceito de chocolate é um trabalho de formiguinha, em coletivo”.

Em 2018, a chocolateria levou para casa o bronze na premiação The Northwest Chocolate Festival, na categoria Best Inclusion Chocolate Bar, concorrendo com mais de 100 marcas. Além disso, foram semi-finalistas do Prêmio Bean To Bar Brasil.

“Queremos divulgar o cacau brasileiro não só no Brasil, mas também no mundo. Ainda mais, queremos mostrar que a gente pode sim produzir uma matéria prima e um produto final de qualidade, um chocolate de excelente qualidade a nível mundial”.


Siga a LaBarr: @labarrchocolate

Foto destaque: Arquivo pessoal

Post anterior: Dia Mundial do Macarrão

Website | + posts

Criadora e redatora do Mulheres na Gastronomia! Sou estudante do terceiro ano de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo. Embora não tenha muito sucesso em minhas experiências dentro da cozinha, tenho uma paixão imensa por saborear os melhores pratos e contar histórias. Então, nada melhor do que juntar essas paixões em um mesmo lugar, trazendo pautas diferentes e interessantes, sempre com muita diversidade e diálogo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *