Cozinha em Miniatura

Cozinha em Miniatura

Com ingredientes e utensílios reais, Teodora Kaufmann faz comida de verdade em sua cozinha em miniatura

Você já ouviu falar em Cozinha em Miniatura? Pois bem, imagine preparar as mesmas refeições que você está acostumada, com todo aquele sabor delicioso e técnicas de cozinha. Mas com uma pequena diferença. Imagine que tudo está sendo feito em miniatura, em porções ideais para servir… uma Barbie. Esses são os pratos criados por Teodora Kaufmann Rodrigues, de 8 anos. 

Apesar de muito nova, ela já se mostra super interessada pelo universo da gastronomia; e desde que cozinhou a sua primeira receita – uma massa com guisado – nunca mais parou. “Cozinho desde os meus quatro anos, nas mini panelinhas e em um fogãozinho improvisado de metal que fizemos”. Com a ajuda principalmente de seu avô materno, Teodora vai, aos poucos, explorando novas receitas, sabores e temperos. 

Mas por que cozinhar em proporções tão pequenas? Ela explica que sempre gostou de tudo que fosse em miniatura. Quando tinha só quatro anos, ganhou uma casinha de madeira e, junto com a família, começou a mobiliá-la como se fosse uma casa de verdade. “Quando começaram a chegar as panelinhas, percebi que eram de metal, e que poderiam ser colocadas no fogo. Então, comecei as minhas primeiras experiências”.

Inspirada em vídeos que mostram com detalhes a cozinha em miniatura, Teodora começou ela mesma a brincar com as receitas. “Cozinhar em miniatura exige mais atenção e cuidado, [porque] é mais difícil manipular os objetos, por serem muito pequenos”.

Recentemente, ela criou o canal Culinária para a Cova Do Dente, onde mostra seus preparos por meio da brincadeira e ludicidade. “A maior dificuldade é tentar não deixar as coisas caírem durante as gravações; e ter que planejar tudo com muita antecedência, já que – por não ter os utensílios no Brasil – tudo precisa ser encomendado de fora”.

Para cozinhar, ela tem uma cozinha em miniatura 100% funcional, com microondas, fogões, panelas, talheres e muito mais. Desde a minuciosidade do vapor e do chiado das frituras ao borbulhar dos cozimentos, precisão dos cortes e manuseio dos utensílios, as receitas são de fato todas comestíveis.

Mas será que tudo isso não passa de uma mera brincadeira? Para Teodora, é mais do que isso. “Quero muito seguir no ramo da gastronomia, ser uma chef. [Mas] também penso em ser médica. Essa é uma diversão que quero levar para muitas pessoas, encantando cada vez mais com a arte de cozinhar em miniatura”.


Siga a Teodora: @cova_do_dente

Leia também: Empreender em Gastronomia

Website | + posts

Criadora e redatora do Mulheres na Gastronomia! Sou estudante do terceiro ano de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo. Embora não tenha muito sucesso em minhas experiências dentro da cozinha, tenho uma paixão imensa por saborear os melhores pratos e contar histórias. Então, nada melhor do que juntar essas paixões em um mesmo lugar, trazendo pautas diferentes e interessantes, sempre com muita diversidade e diálogo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *