Lígia Karazawa

Lígia Karazawa

Apaixonada pela gastronomia da brasa, Lígia Karazawa já trabalhou em alguns dos restaurantes mais renomados do mundo

Lígia Karazawa é daquelas chefs que certamente merecem todo o reconhecimento que recebem. O gosto pela gastronomia começou na infância, incentivada pelos pais que – embora não fossem profissionais de cozinha – eram apaixonados pela área. “A cozinha sempre foi o coração da casa”, relembra. Convidada a experimentar pratos diferentes, que saíssem do cotidiano, ela começou a aprimorar o paladar desde pequena, e nunca mais parou.

Mas Lígia não pensava na gastronomia como profissão. Na época da faculdade, já que não havia universidades focadas na formação de chefs profissionais. Por isso, ela foi em busca de uma outra paixão: formou-se em turismo e hotelaria. Contudo, a paixão pela culinária ainda era forte. Embarcou então para a Europa – onde passou 14 anos de sua vida trabalhando em alguns dos restaurantes mais estrelados do mundo.

Em 1988, começou o curso na Escola Hoffman, em Barcelona. Ainda na Espanha, ela trabalhou no El Celler de Can Roca e Casa Marcial, assim como no Mugaritz e no renomado El Bulli, de Ferran Adrià. Além disso, ela morou em lugares como Paris, Ibiza e Astúrias, onde também pôde aprofundar seus conhecimentos e ampliar suas referências.

Em 2014, já de volta ao Brasil, Lígia assumiu a cozinha do Brace, um dos restaurantes do Eataly, em São Paulo. “Foi uma experiência certamente enriquecedora. A gente tinha um volume de trabalho muito grande de clientes, cardápio, produto, matéria-prima e funcionários”, conta. Especializado principalmente na culinária do fogo, Lígia trabalhou no Brace até o final de 2019, sempre em defesa e que o fogo transforma e que é a partir dele que se criam receitas. “É uma grande paixão”.

Apesar de amar a profissão, ela admite que cozinhar por prazer é muito diferente do que o dia a dia de um cozinheiro. “Tem pressão, horário, exigência, estresse, criatividade, contato com fornecedor, gestão humana, assim como marketing, redes sociais. Cozinhando por prazer não temos muita pressão de tempo, horário. Fazer uma coisa mais relaxada é bem diferente”, explica.

Atualmente, ela decidiu embarcar em um novo projeto, concentrando-se principalmente na área de consultoria gastronômica. Além disso, ela também oferece serviços de eventos e personal chef. Para criar receitas e montar os menus, Lígia se inspira sobretudo nos produtos e sazonalidades. “Uma cozinha sem complicação, de valor à matéria prima em seu melhor estado e momento”.

Ainda que tenha passado por casas de sucesso e firmado o seu lugar na gastronomia profissional, Lígia reconhece que a área ainda é mais desafiadora para as mulheres. “Tem que enfrentar bastante machismo e preconceito da parte masculina e da parte feminina também. Acredito muito na força feminina, mas tem esses desafios para encarar”.


Lígia no Instagram: @ligiaka

Foto destaque: Gladstone Campos/Divulgação

Post anterior: Chef Madu Melo

Website | + posts

Criadora e redatora do Mulheres na Gastronomia! Sou estudante do terceiro ano de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo. Embora não tenha muito sucesso em minhas experiências dentro da cozinha, tenho uma paixão imensa por saborear os melhores pratos e contar histórias. Então, nada melhor do que juntar essas paixões em um mesmo lugar, trazendo pautas diferentes e interessantes, sempre com muita diversidade e diálogo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *